12 Arquétipos

Explorador, Herói, Fora da lei, Mago, parece filme mas é sobre sua marca.

Explorador, Herói, Fora da lei, Mago, parece filme mas é sobre sua marca, já pensou no seu arquétipo?

“Na década de 30, o psicólogo e psiquiatra Carl Gustav Jung usou o conceito de arquétipo em sua teoria da psique humana. Ele acreditava que arquétipos de míticos personagens universais residiam no interior do inconsciente coletivo de todos nós. Eles representam motivos humanos fundamentais de nossa experiência como nós evoluímos e evocam emoções profundas.”

Jung

Carl Gustav Jung

Jung definiu 12 (doze) tipos ou características de Arquétipos que refletem as motivações humanas básicas, cada arquétipo tem seu próprio valor, significado, característica e traços de personalidade, que fazem as pessoas se identificarem com as marcas ou pessoas que carregam aquele determinado arquétipo.

“Este termo tem suas origens na Grécia antiga e é uma composição de duas palavras: archein que significa “original ou velho” e typos que significa “padrão, modelo ou tipo”. Que combinadas significam “padrão original” do qual todas as outras pessoas similares, objetos ou conceitos são derivados.

Fato curioso, mas real é que muitos empresários praticam marketing, branding e já tenham até mesmo definido o arquétipo da sua marca mesmo sem saber. Simplesmente de forma intencional, como também, o próprio consumidor define para o empresário o arquétipo da sua marca, isso também acontece. E, se isso intensifica e viraliza, dificilmente é conseguido um reposicionamento, não impossível, mas difícil. Porque Arquétipo nada mais é que a personalidade da marca, como ela quer ser identificada ou posicionada ou, até mesmo, contra sua crença inicial na construção dela, pois, cai na velha máxima de Posicionamento VS Reputação (como quero ser visto e como sou visto). Com os arquétipos também pode acontecer isso.

Então, na hora que você for construir sua marca ou reposicioná-la, busque estudar sobre arquétipos, ele te ajudará bastante a interagir e conversar mais fortemente e mais próximo com seu público e prospect. Ajudará nas tomadas de decisões e etc. Mas se liga! A comunicação, principalmente, tem que ser extremamente linear e honesta com o arquétipo da sua marca, caso contrário em 5 minutos o consumidor percebe que existe gap de comunicação e tudo vai por água abaixo. Posicionamento é algo muito sério e tem que ser 100% honesto com o propósito da marca.
Tipos de Arquétipos:
Independência/Autorrealização

O Inocente
A personalidade do inocente é marcada pela simplicidade, pureza e bondade. Ele quer vivenciar a própria personalidade sem rótulos e nem preocupações da vida moderna.
Ex.: Johnson´s, Omo, Natura

O Explorador

O explorador deseja fugir do tédio e das regras da vida moderna, sendo inquieto e independente. Ele busca produtos que o ajudem justamente nessa fuga de rotina e que vão torná-lo mais livre.
Ex.:Levi´s, Starbucks, Land Rover

O Sábio

Ele busca o autoconhecimento para, desta forma, alcançar a felicidade. O Sábio gosta de produtos e marcas que incentivem o intelecto, a criatividade e o raciocínio.
Ex.: Ibope, The New York Times, Discovery

Pertença/Grupo

O Herói
O Herói é dinâmico, ágil e procura realizar ações corajosas para provar o seu valor. Ele busca marcas que ofereçam desafios e estejam ligados a aptidões e competências.
Ex.: Nike, FedEx, Redbull.

O Fora da Lei
O Fora da lei foge do senso comum e busca profundamente revolução, liberdade e símbolos de mudança.
Ex.: Harley-Davidson, Apple, Diesel.

O Mago

O Mago representa a sabedoria mágica através de ciência, religião ou tecnologia. Esse arquétipo é associada a produtos que apresentam uma capacidade de catalisar mudanças ou de “cura” para alguma situação.
Ex.: Disney, Apple

Estabilidade/Controle

Cara comum
O arquétipo do cara comum é tranquilo e gosta de fazer parte de uma multidão, sem expor quaisquer convicções, sendo o companheiro e trabalhador. Ele prefere se integrar a uma comunidade do que se destacar.
Ex.: Havaianas, Basico.com, Hering

Bobo da Corte
O Bobo da Corte foge do que é tedioso e adora a alegria e a brincadeira. Ele é espontâneo e gosta de descomplicar as coisas, sem levar a vida muito a sério.
Ex.: McDonald´s, M&Ms, Skol

O amante

Esse arquétipo é associado ao mundo da moda e beleza. Cultua o romance e o belo, sempre evidenciando a admiração corporal e atração física.
Ex.: Chanel, Victoria Secret, Absolut

Mestria/Risco

Criador
O Criador é movido pela criatividade, pelo desejo de criar algo duradouro. As marcas associadas ao Criador ajudam a pessoas a extravasar a sua criatividade em diversas atividades.
Ex.: Disney, Ikea e Samsung.

Governante

Esse arquétipo deseja estar sempre no controle e exerce sempre a responsabilidade e a organização. As marcas associadas reafirmam o poder do cliente, como instituições financeiros, computadores ou produtos do público “classe A”.
Ex.: American Express, Mont Blanc.

Prestativo

O Prestativo é generoso e altruísta, sempre ajudando quem realmente precisa. No marketing, ele é associado a prestação de serviços que se preocupa com os outros.
Ex.: Buscapé, Dove, Porto Seguro

12 Arquétipos

 

Entendam mais sobre Arquétipos no livro O héroi e o fora da lei, de Carol S Pearson e Margaret Mark.
Leo Lourenço

Leave a comment